Projeto Vida Saudável

4 de agosto de 2016

Receitas para Emagrecer : Patê de Pientão Delicia

como fazer pate

Olá pessoal tudo bem? a receita hoje é de um patê de pimentão delicioso e que pode ser usado por nós que estamos na luta pra baixar o ponteiro da balança e buscando uma vida mais saudável.

Você vai precisar de:
> 1   ovo
> 3 pimentôes vermelhos
> 2 tomates
> 1 colher sopa farinha de trigo
 
> 1/4 xícara café de vinagre

> 1/2 colher de óleo
> 1 pedaço pimenta vermelha ( bem pequeno)
> Alho,cheiro verde,cebola, sal

Ele é fácil de fazer ( por isso eu fiz kk): só bater tudo no liquidificador até ficar numa textura homogênea.Depois é só levar ao fogo até engrossar e daruma cozida nos ingredientes.


como fazer pate


Só issso, viu?Esfriou cologa num recipiente e guarda na geladeira, fica uma delícia, todo mundo que comeu aprovou!

Só uma dica: toma cuidado com a pimenta senão já viu né ? Digo por experiência própria, porqê depois a pessoa aqui foi pesquisar no google ( santo google rs) como tirar o gosto forte da pimenta.Caso aconteça com você também,é simples : só adicionar uma colher de chá de açúcar.

Um ótimo acompanhamento para bolachas e pães no café da manhã ouda tarde, fica aqui a minha dica quem fizer me conta o que achou





Compartilhe com as amigas:

1 de agosto de 2016

Como preparar uma lancheira equilibrada e tornar a hora do lanche mais divertida

 lancheira escolar
Nutricionista explica que o ideal é sempre reunir alimentos fontes de carboidrato, proteínas, além de frutas e bebidas nutritivas 

As férias acabaram e a rotina das aulas já está de volta. A alimentação equilibrada é fundamental para o fornecimento de energia, crescimento e desenvolvimento das crianças. Por isso, o recreio pode ser um grande aliado dos pais no cuidado da saúde dos pequenos.  A lancheira precisa unir sabor e alimentos que forneçam vários nutrientes, tais como carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais. Na escola, a oportunidade de socialização da criança na hora do lanche faz com que este momento seja divertido e cheio de descobertas, contribuindo para despertar a curiosidade da criança em experimentar novos alimentos e ajudar na formação de bons hábitos alimentares.
>> Férias Escolares e Obesidade
É importante usar a criatividade e se atentar às novidades e informações nutricionais de cada produto, além de contar com o apoio de um nutricionista na alimentação das crianças, já que hábitos alimentares inadequados adquiridos nesta fase podem prevalecer no futuro, o que aumenta o risco do aparecimento de várias doenças.

Confira as dicas da nutricionista Márcia Gowdak para uma lancheira nutritiva e saborosa:
  • É essencial dar atenção ao tipo de bebida que os filhos consomem. Por isso, é importante priorizar a hidratação com água e bebidas nutritivas, como sucos de frutas naturais, água de coco ou bebidas à base de soja.
  • É importante evitar frituras, salgadinhos e bolachas recheadas. O ideal é apostar em opções como pães integrais, queijos magros, frutas e bebidas nutritivas. Quando combinados, estes alimentos oferecem carboidratos, proteínas e vitaminas importantes para o crescimento e fornecimento de energia para as atividades na escola.
  • O segredo é variar a alimentação dos pequenos em todas as refeições, incluindo alimentos de todos os grupos alimentares. No almoço e jantar, vale combinar arroz ou massas, com carnes magras, saladas e legumes, além de frutas. No café da manhã e lanches intermediários, reúna frutas ou sucos nutritivos com pães, queijos, iogurtes e bebidas à base de soja.
  • Pedir ajuda à criança para montar a lancheira também ajuda na formação de hábitos saudáveis. Para que isso aconteça, basta fornecer as opções e conversar sobre a lancheira, para que ela aprenda a combinar os alimentos.
 Anote receitas práticas e saborosas para a lancheira das crianças:

Opção 1
- 1 fatia de bolo de cenoura
- ½ cacho de uvas
- 1 copo (200ml) de bebida à base de soja sabor Abacaxi
Opção 2- 1 fatia de pão integral
- 1 colher (sobremesa) de geleia de fruta natural com queijo magro
- 1 copo (200ml) de suco natural de Laranja sem açúcar
Opção 3
- 3 biscoitos integrais
- 1 banana 
- 1 copo (200ml) de bebida à base de soja sabor Uva
Opção 4
- 1 fatia de pão com creme vegetal
- 1 fatia de peito de peru com 1 fatia de queijo branco 
- 1 copo (200ml) de água de coco
  

25 de julho de 2016

Alimentação Equilibrada Pode Contribuir no Combate ao Estresse

comida saudavel
A ingestão de alimentos específicos gera bom humor, sensação de prazer e auxilia significativamente contra o estresse 
Nos dias atuais, cada vez mais crescem as maratonas de exigências e metas profissionais, ocasionando um elevado índice de fadiga corporal advindo do estresse. Isso ocorre, pois o estresse é um aglomerado de reações fisiológicas, que em excesso, leva a um desequilíbrio de todo o organismo. Geralmente ele é uma resposta física ao desgaste mental, jornada de trabalho excessiva, sobrecarga de tarefas e preocupações do dia a dia. A complicação pode gerar problemas de saúde intensos, acarretando desde sintomas gastrointestinais, queda de cabelo e até dores pelo corpo.       
Uma alimentação equilibrada pode contribuir no combate a este mal, que atinge um número cada vez maior de pessoas. Existem alguns alimentos que diminuem a produção de radicais livres por possuírem antioxidantes, fundamentais no combate ao estresse. Além de alimentos ricos em substâncias precursoras de neurotransmissores como a serotonina, responsável pelo bom humor e sensação de prazer.    
É importante salientar também, que os maus hábitos alimentares, como ingestão excessiva de cafeína e alimentos muito estimulantes, além de açúcar, sal, e produtos refinados pode agravar o estresse no organismo.            

Abaixo alguns alimentos que auxiliam significativamente na luta contra o estresse:
  • Castanha do Pará, amêndoa: Ricas em magnésio e selênio, minerais importantes no combate ao estresse.
  • Banana: rica em magnésio e vitamina B6, minerais que ajudam na produção de neurotransmissores que diminuem a ansiedade. Também contém triptofano que estimula a produção de serotonina.
  • Feijão, lentilha: possuem magnésio e cálcio, além de serem ricos em triptofano, promovem a produção de serotonina.
  • Aipo: Quatro talos ao dia ajudam a reduzir a liberação do hormônio que causa o estresse. O Aipo também possui niacinamida que promove o relaxamento.
  • Abacate: contém ácido fólico, ferro, magnésio, potássio e vitaminas B3, B6, C e E, auxilia no controle da ansiedade.
  • Maracujá: o chá de maracujá e as folhas da fruta são ricos em vitamina C e também em compostos químicos chamados flavonoides, que ajudam a acalmar o sistema nervoso central.
  • Alface: possui uma substância chamada lactucina, que tem propriedades calmantes, usada às vezes até como sedativos.
  • Brócolis: ajuda no combate à depressão e é rico em ácido fólico, muito importante para ajudar no bom funcionamento das células.
  • Peixes e frutos do mar: os alimentos contêm zinco e selênio, principais componentes para diminuir a ansiedade.
Opte sempre por uma alimentação equilibrada e saudável, pois ela melhora as atividades orgânicas, favorecendo um bom funcionamento de todo o corpo e mente. Estas são as orientações da equipe de nutrição do Kurotel – Centro Médico de Longevidade e SPA.

Compartilha com suas amigas que também precisam ler isto:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *